quinta-feira, 15 de julho de 2010

Livros em PDF

Bom galera, aí vão alguns PDF para Download! Alguns são bibliográfias clássicas! espero que gostem!

Versão completa em inglês do livro do Foelix, fantástico, leitura obrigatória para os amantes dos aracnideos!

Link: http://www.4shared.com/file/zfVH5OGk/Biology_of_Spiders__2ed_-_Foel.html

Excelente livro, leitura obrigatoria, no entanto, essa versão em PDF não esta completa, faltam os graficos, figuras e tabelas, mas mesmo assim da para molhar o bico!:D

Link : http://www.4shared.com/get/TVgUQ97v/Ecologia_e_Comportamento_de_Ar.html


Guia legal, com excelentes chave de id para as Baboons africanas


Muito bacana, vale a pena ler!

Postado por Theraphosidae.

Blogs recomendados!



Bom, aí vão algumas dicas de blogs que eu recomendo!
:D espero que gostem!

Tarantula keeper blogspot.


Roulets # 13. Cultura, musica, politica..... muito bommm!!! recomendadissimo!





Gosta deCorns, Milks e King snakes?


Admira Pitons? Entra aí e dá uma lidinha!


Gosta de camaleões? Aprenda sobre eles lendo o blog:


Exóticos em geral. Muito bom!
http://exo-animal.blogspot.com/


http://sambarocknaveia.blogspot.com/


Postado por Theraphosidae!

Brachypelma smithi.

Brachypelma smithi (Cambridge, 1897)




Trata-se provavelmente da aranha mais criada como pet em todo o mundo. Descoberta em 1888 por H. H Smith e descrita por Cambridge em 1897, teve sua explosão no hobby em meados da década de 70. É comum ser vista em filmes do tipo B dos anos 70 e 80 onde protagonizava junto com escorpiões (Pandinus) e serpentes (Pitons e Boas) cenas de terror piegas.

Ao contrario do que o cinema mostrava, B. smithi trata-se de uma das sp de tarântulas mais dóceis do hobby, o que a tornou um dos invertebrados mais coletados. Graças a grande quantidade de coletas e ao empreendimento imobiliário e destruição dos habitats acabou sendo listada na lista vermelha da IUCN e no apendice II da Cites 2.



Care Sheet.

De tamanho médio, atinge geralmente16 cm, possui a coloração negra mesclando com o vermelho escarlate, o cephalotorax de tonalidade negra possui as bordas alaranjadas criando uma linda impressão. As pernas são robustas e possuem marcas vermelhas sobretudo na patela e tibia, o abdômen é negro.


Hábitos: Terrestre/ Errante / Fossorial. Cava muito bem, em ambiente natural vive embaixo de rochas, troncos e tocas cavadas por outros animais ou por ela mesma.


Longevidade: Uma das aranhas com maior longevidade documentada, podendo viver até 30 anos em cativeiro.


Temperamento: São conhecidas por serem aranhas dóceis, raramente chutam as cerdas em cativeiro.


Temperatura: A temperatura pode oscilar entre 23 a 28 graus.


Umidade: Em torno de 60 a 70%.


Substrato: Terra vegetal, terra adubada, areia e cascalho de rio, misturada a fibra de cocô. A profundidade do substrato deve ser de no minimo 10 cm para um individuo adulto.



Distribuição: México, Cidades de Michoacan, Guerreiro e Oachaca.

Mapa de distribuição de B. smithi.Extraído de: http://www.brachypelma-smithi.de/images/stories/lebensweise/map_mexico.jpg


Habitat natural de B. smithi. Oaxaca, México. Extraído de: http://johnbokma.com/mexit/2008/06/13/highway-cuacnopalan-oaxaca-near-chilac.html



Habitat natural de B. smithi. Michoacan, México. Extraído de: http://www.processedworld.com/carlsson/nowtopian/travel-report/puebleando-in-michoacan



Habitat natural de B. smithi. Guerrero, México. Extraído de: http://mexico-herps.com/Habitats/Guerrero_boulders_2.jpg



Habitat natural de B. smithi. Guerrero, México. Extraído de: http://mexico-herps.com/Habitats/Rocky_meadow.jpg



Habitat natural de B. smithi, Guerrero, México. Extraído de: http://mexico-herps.com/Habitats/Guerrero_boulders_view.jpg


Terrário: Um terrário de 40cm X 30cm X 30cm é sufuciente, exploram bem o ambiente e raramente usam a toca.




Reprodução: Fácil, em geral as fêmeas aceitam os machos com facilidade, embora na natureza a taxa de canibalismo na cópula seja elevado. As ootecas demoram aproximadamente 2 meses para serem postas e entre 1 a 2 meses para eclodirem.




Fêmea com ooteca. Extraído de: http://www.spidy.goliathus.com/english/brachypelma-smithi-id38.html



Sling 5º instar.


Sling pós ecdise, 5º instar.


Sling 1º instar.




[chel.jpg]postado por Theraphosidae












terça-feira, 13 de julho de 2010

Grammostola pulchripes (aureostriata)


Grammostola pulchripes

 Grammostola pulchripes - macho 7 cm

Encontrada no Paraguai e Argentina, já li relatos de que também pode ser encontrada ao sul do Brasil, chamada pelos gringos Chaco Golden Knee Tarantula (algo como Tarantula de articulações douradas do Chaco).
Terrestre e de crescimento lento, pode viver de 10 a 12 anos e chegar a 20 cm.



Grammostola pulchripes, como foi reclassificada a G. aureostriata, é uma aranha extremamete dócil e tranquila, algo relativamente comum entre as espécies desse gênero, é uma excelente opção para iniciantes.


Possui pelos urticantes, apesar de dócil, convém manter o cuidado.

Mantendo a temperatura por volta de 22-30°C e umidade por volta de 70%.
Um terrário com 40 x 30 x 30,  cerca de 15 cm de substrato na parte mais alta e um toca são necessárias para acomodar bem essa caranga em sua fase adulta.

 
Quanto à reprodução, não tenho relatos de quem tenha reproduzido essa espécie aqui no Brasil, espero consiguir uma fêmea antes que esse macho mature. 
Deve demorar um pouco, atualmente ele está com 12 cm e em pré-ecdise.


por #13
Compartilhar o conhecimento, é mais que aprender.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Vitalius sorocabae.



Vitalius sorocabae (Mello-Leitao 1923).


Trata-se de uma espécie bem comum no hobby brasileiro. Ideal para os iniciantes por reunir atributos como docilidade, resistência, fácil reprodução e grande longevidade.

De tamanho médio, a
tinge aproximadamente 15 cm,
possui a coloração marrom escura, quase negra, com cerdas levemente amareladas distribuídas ao longo do corpo sobretudo nas quelíceras. As fêmeas adultas possuem fortes marcações amarelas nas pernas gerando um lindo contraste com o fundo marrom / negro.


Fêmea Adulta de 4 anos.

Endêmica do interior do estado de São Paulo, h
abita áreas ecotonais, podendo ser encontrada em florestas de Mata Atlantica Semi Decidual estacional ou Cerrado . Trata-se de uma espécie sinantrópica, sendo facilmente encontrada em casas e sitios na região de Sorocaba, Itu, São Miguel Arcanjo e arredores.

Área de transição entre Floresta Estacional Semidecidual e Cerrado. (Sorocaba, SP)



Care sheet.



Habitos: Terrestre/Errante/ fossorial. Sobretudo fossorial, cava muito bem e constrói grandes galerias, eventualmente pode explorar o terrário.

Substrato: Terra vegetal misturada fibra de cocô. A quantidade de terra vegetal deve ser maior que a de fibra, possibilitando que a terra fique com "liga", já que trata-se de uma aranha de hábitos fossoriais. A profundidade do substrato deve ser de no minimo 15 cm para um individuo adulto.

Terrário: Utilizo para uma das minhas fêmeas um terrário de 40cm X 30cm X 30cm, essas medidas mostraram-se suficientes já que se trata de uma espécie que raramente explora o ambiente.

Temperamento: São conhecidas por serem geralmente calmas, no entanto, o temperamento varia muito de individuo para individuo.

Temperatura: A temperatura pode oscilar entre 20 a 28 graus.

Umidade: Em torno de 60 a 70%. Alguns criadores utilizam até 75%, no entanto suportam bem umidades mais baixas.

Reprodução: Fácil, em geral as fêmeas aceitam os machos com facilidade. As ootecas demoram aproximadamente 2 meses para serem postas e entre 1 a 2 meses para eclodirem. De uma ooteca normal eclodem aproximadamente 600 slings com torno de 0,4 mm. O crescimento dos slings é em geral lento se comparado com outros gêneros como Lasiodora ou Nhandu, no entanto mais veloz do que em espécies do mesmo gênero como Vitalius longisternalis ou Vitalius paranaensis.

Cópula.

Postura.
Eclosão.


Trata-se de uma espécie essencial em qualquer coleção.

[chel.jpg]postado por Theraphosidae